Dicas de Limpeza de piscina eficazes e fáceis de aplicar!

Fazer limpeza de piscina não é difícil. Você precisa apenas ficar atento a alguns detalhes, que separamos para você logo abaixo.

 

limpeza-piscina

 

A compra de uma piscina é muito semelhante à escolha de ter um animal de estimação. Por exemplo: as pessoas pensam no lado bom de ter um bichinho para passar o tempo, uma verdadeira companhia fiel. Pensam em levá-lo para passear no parque, comprar brinquedinhos para ele e uma casinha bonita.

No entanto, muitos se esquecem de analisar também o outro lado: um animal de estimação precisa de cuidados constantes, que envolvem compra de ração específica, limpeza dos dejetos produzidos por ele, etc.

O mesmo acontece com a piscina: as pessoas pensam nas horas de lazer e diversão, sem se lembrarem de que terão também de cuidar e manter o local, a partir de técnicas específicas e produtos selecionados.

Se você é um marinheiro de primeira viagem e não sabe nada sobre como fazer a limpeza da piscina, está no lugar certo. E se você já possui alguma experiência, aproveite para expandir seus conhecimentos.

A primeira coisa que você deve saber é que existem dois tipos básicos de tratamento para piscina: o tratamento físico e o tratamento químico.

Para não confundir os dois, é preciso imaginar a piscina como um ser humano. O tratamento físico para uma pessoa consiste em fazer a barba, fazer uma depilação ou cortar o cabelo. Já o tratamento químico seria fazer um procedimento como aplicação de botox ou aplicação de tintura para pintar os cabelos.

Em resumo: o tratamento químico utiliza produtos que fazem a desinfecção da piscina, ajudando a manter longe as doenças. Nesse tratamento para limpeza da piscina normalmente são usados também algicidas, que combatem as algas que se formam na água e clarificantes (produtos que ajudam a manter a água cristalina).

É nessa etapa que é ajustado o controle do PH e o controle da alcalinidade da água.

Já o tratamento físico de limpeza da piscina consiste em usar objetos para realizar a limpeza da piscina. É nessa etapa que você irá verificar a qualidade do sistema que filtra a água, fazendo também a aspiração das sujeiras que ficaram no fundo da piscina.

É um trabalho que cansa mais, por ser físico (como o próprio nome diz). Se você não tem tempo ou saúde para realizá-lo, conte com a ajuda de um profissional, que possui prática e termina o serviço rapidamente.

Ainda no trabalho físico de limpeza da piscina você deverá fazer a escovação das paredes, atentando sempre para o seu tipo de piscina. Por exemplo: se a sua piscina é de vinil, jamais use escova de aço para limpar as paredes, porque isso jogaria fora todo o bonito acabamento do material.

Por último, é importante fazer a limpeza das bordas da piscina.

 

Essas são as dicas que irão ajudar você a fazer a limpeza da sua piscina. Com o tempo, surge a preguiça e o desânimo na hora de cumprir essas tarefas, porque elas tomam tempo e são trabalhosas.

Mas lembre-se do exemplo do animal de estimação: em alguns momentos você se diverte com ele, mas em outros precisa cuidar dele.

Use esse raciocínio com a limpeza da sua piscina e você nunca ficará desmotivado para manter esse local impecável.

3 fatores que deve ter em conta para escolher Raias para piscina!

Qual a utilidade e importância de uma raia para piscina? E como escolher o melhor modelo, de acordo com a sua necessidade? Aprenda aqui como fazer a seleção correta, com dicas simples e essenciais.

 

Delimitar espaços sempre foi uma necessidade do homem. Antigamente, na época das cavernas, os espaços eram marcados pelo cheiro, que o macho alfa exalava por onde passava.

Mas, felizmente, esse hábito caiu, assim que o homem evoluiu. As marcações de território passaram, então, a ser feitas com muros, cercas, grades, árvores e telas.

Dentro de uma piscina, não é diferente. Quando há necessidade de separar os espaços dentro da água, o acessório indispensável é a raia para piscina.

Existem diversas especificações que você deve levar em conta, para fazer a compra correta das raias para piscina. Preparado? Vamos lá.

 

Piscina-com-Raia

 

 

1. Analisar o local onde a raia precisa ser instalada

Onde você pretende instalar a raia para piscina? Na sua casa? No clube? Em um hotel, academia, clínica, centro de lazer? Em uma escola de natação?

Isso é importante porque cada caso exige uma especificação. Por exemplo: se você pretende instalar a bóia em uma escola de natação, o ideal é que o espaço entre as raias seja de um metro e oitenta a dois metros e meio.

Agora, se você irá fazer a instalação da raia para piscina em uma clínica de reabilitação fisioterápica aquática, por exemplo, então é melhor deixar um espaço maior entre as raias, algo entre dois metros e meio e quatro metros.

Assim, há espaço suficiente para que o fisioterapeuta ou um auxiliar tratem da pessoa, junto com ela, debaixo da água.

 

2. Verificar o tipo de uso da piscina

É muito importante saber: a raia para piscina será usada em um lugar de lazer ou de prática esportiva?

Essa informação ajuda você a economizar dinheiro e fazer a escolha certa. O motivo é que muitas raias para piscina vêm com discos que bloqueia a energia das ondas.

No entanto, essa funcionalidade é útil apenas se na sua piscina ocorre grande movimentação de água, como acontece, por exemplo, em competições de alto nível de natação.

Caso sua piscina seja apenas para banhistas que querem relaxar ou brincar, não invista em um modelo de raia para piscina tão tecnológico.

 

3. Escolher a melhor forma de compra

Existem três formas de comprar a sua raia para piscina. A primeira é comprando os flutuadores (aquelas peças que ficam no meio da corda, usada na raia para piscina) de forma individual.

Assim você escolhe quantos quer. Uma alternativa mais cara e trabalhosa, válida apenas se você possui um espaço pequeno.

A segunda alternativa é comprar a raia para piscina em um tamanho pré-estabelecido. Geralmente elas são vendidas em dez, vinte, cinquenta ou cem metros.

Essa é uma boa opção, que apresenta um custo benefício interessante, caso a sua piscina esteja dentro um padrão de tamanho.

A terceira alternativa é pedir para fazer uma raia para piscina. Isso acontece bastante quando o tamanho da piscina não é padrão, ficando fora da metragem de raia oferecida no mercado.

O investimento final é um pouco maior, mas soluciona o problema, caso sua piscina meça 35 metros, por exemplo.

 

Agora é só partir para as lojas e comprar raia para piscina. Boas compras.

3 dicas para escolher Flutuador para piscina

Aprenda aqui como fazer o tratamento da sua piscina usando um flutuador. Você irá descobrir todos os detalhes desse processo, conferindo como acertar a dosagem para cada tipo de piscina, quais os cuidados necessários ao escolher esse produto, qual a duração do tratamento, dentre muitos outros tópicos interessantes.

Conheça 3 dicas para escolher Flutuador para piscina.

 

Flutuador-para-piscina

 

Quando alguém fala em “tratamento para piscina”, logo vem à mente aquela imagem de um homem na borda da piscina, com um grande balde, cheio de cloro em pó.

O cheiro é forte e, além disso, a piscina ficava interditada por algumas horas, para que o tratamento da água não oferecesse risco à saúde de ninguém.

No entanto, com o surgimento dos flutuadores para piscina, esse cenário felizmente mudou.

Em primeiro lugar, é preciso esclarecer o que é um flutuador para piscina. Esse objeto abriga uma pedra de cloro dentro dele, que se desgasta à medida que o flutuador para piscina se movimenta, de acordo com as oscilações da água.

Sempre que a pedra de cloro se desgasta, um pouco desse produto químico é liberado pelos pequenos buracos presentes na parte inferior do flutuador para piscina.

Ou seja: é como se alguém, de minuto em minuto, aplicasse uma dose muito pequena de cloro na piscina, fazendo o tratamento da água de forma gradual, controlada e segura.

O flutuador para piscina é, com certeza, uma opção muito prática para você. Fique atento, apenas, a alguns detalhes e formas corretas de aplicação do cloro.

 

1. Tamanho ideal

Para escolher o flutuador ideal para sua piscina, comece analisando quantos litros de água você precisa tratar.

Existem modelos de flutuadores para piscina que possuem várias posições (tamanhos de abertura dos buracos na parte inferior, para liberação do cloro). Essa opção é prática e simples, porque você precisa de apenas um flutuador para piscina, quando o volume de água não excede setenta mil litros.

Caso queria fazer a compra de acordo com a sua necessidade, evitando esse primeiro modelo, a dica é escolher o flutuador para piscina pelo tamanho.

O flutuador para piscina pequeno serve para locais onde o volume de água varia entre dez a trinta e cinco mil litros. Já o flutuador para piscina grande é capaz de atender um volume de quarenta a setenta mil litros.

 

2. Precauções necessárias

Sempre retire o flutuador para piscina da água, quando você quiser usar a piscina. Nesse caso, você deve deixá-lo em um balde cheio de água, da própria piscina.

Assim você protege a sua saúde e a saúde dos seus familiares e amigos.

Outra importante precaução é não deixar o flutuador para piscina perto da borda de piscinas de vinil ou fibra de vidro. O cloro liberado pelo flutuador para piscina pode causar manchas permanentes.

Isso também acontece quando o volume de água é muito baixo.

 

3. Cuidados extras

Por último, lembre-se de que o flutuador para piscina não faz milagres. Ele é capaz de fazer a liberação do cloro dentro da água, o que ajuda a mantê-la cristalina.

Mas mesmo assim você precisa fazer constantemente o controle do PH, o controle da alcalinidade e o tratamento físico da piscina (aspirar as bordas e fazer a limpeza do fundo).

Só assim você garante um espaço aquático saudável para sua diversão.

Com estas dicas vai ser muito simples escolher Flutuador para piscina.

Praticidade e estética: Chuveiros para piscinas!

Aprenda aqui qual o tipo de chuveiro para piscinas ideal, de acordo com a sua necessidade.

Há uma infinidade de marcas, opções, voltagens e tamanhos, que podem acabar confundindo você na escolha do chuveiro para piscina.

A seguir você poderá conferir os diferentes tipos de chuveiro, podendo você mesmo fazer a análise e escolher aquele que mais se encaixa com o perfil do seu espaço.

 

chuveiro-piscinas2

 

O importante é lembrar sempre de analisar o espaço da sua piscina, de acordo com alguns fatores:

 1. Número de pessoas que usam a piscina

Se o espaço é reservado e apenas poucas pessoas a usam, algo em torno de quatro pessoas, então você precisará de apenas um chuveiro para piscina.

No entanto, se mais de quatro pessoas usam a piscina, então o cálculo é um chuveiro para cada quatro pessoas. Ou seja: oito pessoas, dois chuveiros. Doze pessoas, três chuveiros. E assim por diante.

 2. Local onde você irá instalar os chuveiros para piscina

Se a piscina fica na sua casa, o ideal é fazer a instalação dos chuveiros o mais próximo possível. Especialistas sugerem que a distância não deve ultrapassar doze passos. Assim as pessoas se sentem confortáveis e não ficam com preguiça de usar o chuveiro para piscina.

Além disso, se a piscina fica na sua casa, é realmente imprescindível a instalação dos chuveiros na área externa. Caso contrário, as pessoas terão que entrar molhadas na sua casa, o que pode causar acidentes.

 

3. Tipo do chuveiro para piscina

Analise qual o seu objetivo com o chuveiro. Você quer apenas que as pessoas tomem uma ducha antes de entrarem na água, e uma ducha depois que saírem, para retirar o cloro do corpo?

Então invista no modelo mais básico de ducha, sem ajuste de temperatura e com alta pressão. Como as pessoas ficarão muito pouco tempo debaixo da água, não é necessário investir em um modelo que ofereça água quente.

Agora, se o chuveiro para piscina será usado para banhos, você precisa ter alguns cuidados extras.

O primeiro é escolher um que ofereça no mínimo três ajustes de temperatura: verão, inverno ou desligado. Assim as pessoas podem contar com um conforto maior na hora do banho.

Analise o preço dos chuveiros para piscina, mas atenção: antes de fazer a compra, o segredo é analisar com cuidado e calma o preço da resistência de cada um.

É normal que chuveiros para piscina sejam muito baratos, sendo – no entanto – a resistência cara.

Não deixe, então, de conferir qual oferece o melhor custo-benefício a longo prazo.

 

4. Limpeza e manutenção dos chuveiros para piscina

Como eles são muito usados e ficam expostos ao tempo, é normal que comece a aparecer limo nos lugares por onde a água sai.

Por isso, para cuidar da higiene e segurança da sua saúde e da saúde da sua família e amigos, faça a limpeza periódica.

É muito simples: desencaixe o local por onde sai a água. Deixe-o de molho por um dia em uma bacia com água, uma tampa de água sanitária e um pouco de vinagre.

A seguir, use uma escovinha para limpar bem a superfície. Enxague com bastante água e reinstale no local.

Abra o chuveiro para piscina e deixe a água correr um pouco, para eliminar os resíduos da água sanitária.

 

Com essas dicas, não há como errar ao escolher chuveiro para piscina.

Boas ideias: Móveis de piscina em alumínio!

Aqui você aprenderá como combinar os móveis de alumínio para piscina com o seu ambiente. Separamos modelos e dicas especiais, que você deve levar em conta antes de ir às lojas.

São dicas fáceis, mas que podem poupar muito tempo, já que as pessoas pensam que o trabalho da piscina acaba quando a construção chega ao fim. No entanto, para esse espaço ficar perfeito, é preciso agregar valor com móveis para piscina, feitos de alumínio.

Confira então, a seguir, por que usar esse tipo de material no espaço da sua piscina, e como combiná-lo com o ambiente. Fique a saber mais acerca de móveis de piscina em alumínio!

 

espreguicadeira-aluminio

 

Antigamente, todos os móveis que ficavam ao redor da piscina eram feitos de madeira. Como em qualquer caso, havia vantagens e desvantagens. A vantagem dos móveis de madeira para piscina é que eles duravam muito, quando eram feitos com madeira de qualidade.

No entanto, o custo era muito alto. Outra desvantagem é que a única alternativa barata eram os móveis feitos com madeira de baixa qualidade, que em pouco tempo apodreciam e quebravam.

Quando o plástico chegou com mais força ao mercado, esse cenário mudou. Surgiram então muitas cadeiras, espreguiçadeiras e mesas de plástico, que duravam relativamente bastante e eram bem mais baratas do que as similares em madeira.

Mas outro problema surgiu: a higiene. O plástico acumula muita sujeira, criando fungos se não for feita a limpeza periódica.

Quando os fabricantes perceberam isso, continuaram buscando novas opções. E foi assim que os móveis de alumínio para piscina chegaram ao mercado.

Os móveis para piscina de alumínio possuem três vantagens básicas:

1. Durabilidade

Ao contrário dos móveis de madeira, que apodreciam com a umidade da água e quebravam, ou dos móveis de plástico, que sujavam demais, os móveis para piscina de alumínio podem ser usados por um período ilimitado.

A umidade da piscina não oferece perigos a ele, e o material não acumula tanta sujeira quanto o plástico.

O custo é mais alto, no entanto. Mas se você analisar a longo prazo, verá que o investimento vale a pena.

 

2. Estética

Outra vantagem dos móveis em alumínio para piscinas é que eles são bonitos, atraentes e charmosos.

Isso significa que todo o ambiente ganha com o tom metálico e brilhante das cadeiras e mesas de alumínio.

Ao contrário das peças brancas de plástico, que deixam o ambiente monocromático e entediante, os móveis para piscina em alumínio destacam o ambiente.

 

3. Leveza

O último destaque que você deve levar em conta na hora de comprar seus móveis para piscina é o peso.

Móveis de piscina em alumínio são leves, permitindo a você alterar com facilidade a organização deles ao redor do local.

Você não precisa da ajuda de ninguém para trocar uma mesa de alumínio para piscina de lugar.

As cadeiras também são muito leves. Essa praticidade é muito útil, principalmente quando você gosta de inovar e criar novos cenários dentro da sua casa, para quando as visitas vierem.

 

Por último, os móveis mais comuns em alumínio são mesas e cadeiras. No entanto, a dica é fazer a compra dos móveis junto com a escada para piscina, que também é de alumínio.

Assim você pode conseguir um desconto maior, já que o volume da compra será grande.

Até a próxima e divirta-se a decorar com móveis de piscina em alumínio.