Dicas para limpar a piscina

A limpeza da piscina é uma parte fundamental da manutenção da mesma, prevenindo assim o acumulo de bactérias e garantindo a boa qualidade da água.

Limpar a piscina requer alguns cuidados e produtos específicos.

Confira, já abaixo, algumas dicas.

1 – Limpeza exterior

Muitas pessoas acabam por descuidar a limpeza exterior da piscina, mas esta também é muito importante. O deck muitas vezes fica sujo com sujidades de árvores, vento, poeiras e até devido à movimentação da água da piscina.  Se não limpar, estas sujidades acabam por cair dentro da piscina. Tenha em atenção que a limpeza feita no deck e exterior da piscina tem de ser feita sempre no sentido contrário à instalação da piscina.

2 – Limpeza da escumadeira

É essencial que semanalmente limpe a escumadeira. Para limpar deve esvaziar o depósito manualmente, antes mesmo de começar o restante do processo, para que as próximas etapas sejam facilitadas. Esta limpeza é necessária para que a sujidade não fique presa no filtro, levando à má qualidade da água.

3 – Limpeza da piscina

Comece por tirar os resíduos (como folhas, insectos, galhos) que estejam a flutuar na superfície.

Use uma escova manual e um aspirador de piscina para limpar as paredes e o chão da piscina, pelo menos uma vez por semana, mesmo que a sua piscina esteja equipada com um sistema automático. Existem alguns lugares em cada piscina onde os sistemas de limpeza automática não chegam.

Preste atenção especial aos cantos, escadas e outros sítios de difícil acesso, onde existe pouca circulação.

4 – Controlo da água

Mantenha a sua piscina limpa. O sistema de filtragem da piscina também é responsável pela sua limpeza e níveis de pH adequado. Utilize um desinfectante para ajudar a combater as bactérias.

Os níveis da piscina devem ser os seguintes:

  • Coloro – ppm de cloro = 2,0-4,0
  • PH = 7,2-7,8
  • Alcalinidade ppm = 80-100 (quando se utiliza cloro lítio hipo) = 100-120 (quando se utiliza gás, dichlor, tricloro ou tipos de brometo)
  • Dureza Cálcio = 200-400
  • Ácido cianúrico = 30-50

Para elevar o pH da água:

Os níveis do pH pode diminuir por diversos fatores. Um deles é a chuva, por esse motivo é muito importante cobrir a piscina sempre que possível.
Para elevar o nível do pH utilize o carbonato de sódio conforme as instruções de uso. Não esqueça de deixar a água circulando e a bomba ligada enquanto esparrama o carbonato aos poucos.

Para diminuir o pH da água:

Antes de usar químicos, você deve saber que o próprio cloro, sol e movimentação pode abaixar o pH água. Caso queira usar produtos químicos, o Tiossulfato de sódio e o Sulfito de Sódio são os mais comuns mas cuidado para não exagerar, siga as instruções do produto corretamente.

Com estas dicas simples, limpar a piscina é uma tarefa bem mais simples. Aplique-as!

Piscina borda infinita: como fazer

O sonho de muitas pessoas é construir uma piscina com borda infinita. Veja aqui como concretizar esse desejo, aprendendo tudo o que você sempre quis saber sobre esse tipo de piscina.

Antes de tudo você precisa saber o que é uma piscina com borda infinita. Bem, o nome é complicado, mas para entender é muito simples.

Toda piscina possui uma borda, certo? A diferença é que nas piscinas tradicionais, você enxerga a borda, algo que não acontece nas piscinas com borda infinita.

Isso acontece porque nas piscinas com borda infinita é criada uma área especial. Nessa área, a água propositalmente transborda. E é esse excesso de água no chão que cria a impressão de que não há bordas.

No entanto, para a água não acumular, se espalhando pelo chão, há um pequeno vão, criado especificamente para recolher a água e depois jogá-la de volta à piscina.

 

23044218.cms

 

Essa imagem acima explica perfeitamente o funcionamento dessa piscina. Observe como o resultado é surpreendente. Essa piscina com borda infinita foi criada na cobertura de um prédio de cinquenta e cinco andares, em Singapura.

A borda está lá, mas você não vê. Um jeito interessante de desafiar a mente e os sentidos, com esse tipo inovador de construção de piscinas.

Esse artifício fica muito bem em determinadas paisagens. A dica é aproveitar quando você possui uma vista panorâmica privilegiada, com o horizonte livre de qualquer construção.

Então, o cenário ideal para construção de uma piscina com borda infinita é em grandes jardins ou nas encostas de montanhas. O resultado fica muito interessante também quando você está muito próximo ao mar, porque acontece a ilusão de que a água do mar se mistura com a da piscina.

Quanto ao processo de construção, existem alguns cuidados que você deve levar em conta, na hora de construir a sua piscina com borda infinita:

1. Conte com mão de obra especializada

A construção de uma piscina com borda infinita é mais complicada do que parece. Isso acontece porque você precisa fazer um desnível planejado, por onde a água transbordará.

Se essa etapa for mal feita, o resultado será desastroso. Além disso, você também deve escolher com muito bom gosto os materiais para a sua piscina.

Foque na escolha da cor do revestimento da piscina. Se a área ao redor é verde, então um tom esmeralda para os azulejos ou pastilhas combinará bem com o local. Para a cor da água não ficar estranha, invista em uma iluminação brilhante de LED.

Agora, se a sua piscina com borda infinita ficará perto de uma construção tradicional, não se afaste muito do bom e tradicional azul.

 

2. Prepare-se para desembolsar mais

Não há como evitar: esse projeto diferenciado irá custar mais, porque exige planejamento de um arquiteto, mais horas de mão de obra e materiais específicos.

Mas o resultado compensa todo o investimento.

 

3. Conte com uma área grande para a construção

Por último, especialistas indicam que você precisa de uma área maior para fazer uma piscina com borda infinita. Os cálculos sugerem que você tenha de 20 a 40 metros quadrados “sobrando” no terreno, além da área da piscina.

 

Com essas dicas, sua piscina com borda infinita será um sucesso.

 

Veja como é simples – Piscinas em kit!

Encontre aqui as dicas essenciais na hora de fazer a escolha da sua piscina em kit. Você irá aprender quais os diferenciais desse sistema que cada vez é mais popular, entre todas as classes sociais.

 

A palavra mais usada no nosso século é praticidade. Tudo precisa ser prático, ágil, veloz, sem contratempos. A informação, as novidades, as inovações, tudo precisa fluir nesse ciclo de transformações constantes.

Prova disso são as recentes transformações, desde o jeito de se comunicar (basta lembrar das novidades no mundo dos smartphones, que não param de chegar) até a forma de construir nossas casas, prédios e, claro, piscinas.

Antigamente, as piscinas eram um luxo exclusivo da riqueza. Você precisava ter um terreno muito grande e dinheiro de sobra, para fazer a escavação, contratar a mão de obra, pagar pelos materiais e pelo serviço da instalação.

Hoje em dia, com as piscinas de vinil e, principalmente, com as piscinas em kit, a brincadeira ficou muito mais acessível.

Existem diversos modelos de piscinas em kit, que vão desde os tradicionais (com escavação e instalação da piscina em kit no buraco do solo) até piscinas em kit suspensas (modelo que fica acima do solo, a estilo de uma grande piscina inflável para crianças).

 

piscinas-kit

 

As piscinas em kit são práticas porque dentro de pouco tempo você pode criar na sua casa um novo espaço de lazer, sem ter de se preocupar com mão de obra, materiais, e todos esses problemas.

Em alguns modelos, a piscina em kit inclui: sistema de filtração de água, escada, kit de manutenção, tapete (que fica abaixo de toda a piscina), kit de reparos, com ajuda para o comprador, e tampa protetora.

Ou seja: uma opção bem completa, que oferece com certeza um custo-benefício mais atraente, em comparação à compra isolada das peças em diferentes lojas.

Alguns modelos mais completos de kit para piscina são oferecidos em madeira. Desde a borda até o fundo da piscina em kit, tudo é feito de madeira.

A obra é mais complexa e, por isso, mais cara. No entanto, o resultado final é muito charmoso e bonito, compensando o investimento.

Outra novidade das piscinas em kit é que agora você pode escolher também o formato da piscina. Ou seja: você quer uma piscina retangular, quadrada, oval, redonda ou hexagonal?

Essa diversidade de opções até confunde muitas pessoas, então conte com a nossa ajuda. A piscina em kit retangular é muito indicada para pessoas que gostam de espaço dentro da água. Ela permite que você nade à vontade, com poucas chances de esbarrar em alguém.

Já a piscina em kit quadrada é muito usada em terrenos pequenos, ajudando assim a criar um aconchegante espaço de confraternização.

Piscinas redondas e hexagonais ficam com o aspecto de jacuzzi, sendo ideais para quem gosta de se sentar no fundo e ficar jogando conversa fora enquanto relaxa na água.

Por último, as piscinas ovais são um meio termo, sendo indicadas para quem procura espaço dentro da água, mas também quer contar com um projeto mais bonito e diferenciado.

 

Escolhe o seu modelo de piscina em kit e lembre-se sempre: a palavra-chave para não errar na escolha é uma só: praticidade.

Bomba de piscina

Veja aqui o que é uma bomba para piscina, como ela funciona, quais os cuidados que são necessários e muitos outros detalhes importantes sobre esse importante equipamento.

 

Muitas pessoas não conseguem entender o que é uma bomba para piscina porque o nome não ajuda. Será que esse seria um equipamento responsável por criar ondulações na água? Ou será que ele é usado para criar pressão nos chafarizes ao redor do local?

Bem, nada disso. Para você entender sem problemas o que é uma bomba para piscina, deve imaginar um poço, daqueles de antigamente, em que se usava uma corda e um balde para conseguir água limpa.

A bomba para piscina faz o papel da manivela que era girada para liberar a corda, que ajudava a descer o peso do balde.

E o balde, nesse caso, seria o sistema de filtragem da água.

Ou seja: a bomba para piscina possui o trabalho de puxar a água para fora da piscina, fazê-la passar pelos filtros e devolvê-la limpa à piscina.

Agora imagine como uma bomba para piscina é forte. Uma piscina pequena, com cerca de quinze mil litros, precisa de uma bomba para piscina trabalhando de oito a doze horas por dia para fazer toda a filtragem da água.

A filtragem da água é importante porque é nessa etapa que são retirados da piscina folhas secas, galhos, cabelos e toda espécie de sujeira que acaba se acumulando.

É preciso ficar atento a alguns detalhes, quando você usa uma bomba para piscina: se ela for muito pequena, em relação ao volume de água que precisa filtrar, o trabalho de limpeza da água não será bom, resultando em uma água com aspecto turvo.

Donos experientes de piscina ligam a bomba para piscina durante o dia, que é o período em que usam esse local de lazer. Essa atitude é importante porque caso aconteça qualquer tipo de problema (mecânico ou hidráulico) com a bomba para piscina, eles podem solucionar a tempo.

E você sabe como funciona o filtro que fica junto à bomba para piscina? Antes de chegar à bomba para piscina, a água percorre um circuito específico. A primeira parada é em um coador, como se fosse uma peneira, feito de metal.

Nesse momento, são retirados da água folhas, restos de espaguete para piscina e quaisquer outros materiais maiores. A seguir, a água é encaminhada para a filtragem, que geralmente é feita com areia.

É nesse ponto que os cabelos e outros materiais acumulados na piscina são retirados.

E por último, depois que a água passa por esse caminho de limpeza, a bomba joga-a de volta à piscina, limpa e purificada.

Quanto aos cuidados com a bomba para piscina: fique atento. A bomba sempre precisa ficar longe de sujeira externa, que pode fazer com que sobreaqueça e pare de funcionar.

De vez em quando, é bom chamar uma pessoa especializada para fazer a limpeza dos materiais que acabam se acumulando dentro dela.

 

Seguindo essas dicas, você não encontrará problemas com a sua bomba para piscina.

Bom mergulho!

Segurança na piscina – Bóia para piscina

Há vários tipos de bóias para piscina.

Confira aqui quais eles são!

 

Para cada necessidade, há um tipo de bóia para piscina que pode ser usado. Esse objeto, muito usado para salvar vidas no mar, ficou popular nos ambientes de condomínios e casas, já que pode, literalmente, salvar sua vida.

Antigamente, nos grandes navios, as bóias não existiam. Quando um marinheiro caía da proa ao mar, suas chances de sobreviver eram pequenas. As chances aumentavam se, em primeiro lugar, ele fosse uma pessoa calma e equilibrada.

 

boia-piscina

 

Lembre-se dessa dica: muitas pessoas se afogam mais rapidamente por desespero, enquanto a situação poderia ser contornada.

O que os outros marinheiros faziam para ajudá-lo era jogar cordas, para que ele tentasse se segurar. Mas os altos ventos do oceano faziam a corda balançar muito, e esse tempo perdido era fatal.

Aos poucos, os homens do mar começaram a jogar caixas e barris, para que boiassem perto do marinheiro em perigo, fazendo com que assim ele pudesse se segurar em algo para não afundar.

E essa foi a idéia principal, que motivou o nascimento das bóias. De lá para cá, muitos anos se passaram, fazendo com que a tecnologia implementasse avanços nesse essencial objeto.

Confira então, a seguir, os principais tipos de bóia para piscina.

 

1. Bóia para piscina inflável (para crianças, colocada normalmente nos braços)

Essa é o modelo mais vendido de bóia para piscina. Você deve enchê-lo com ar e colocá-lo nos dois braços da criança.

Dessa forma, ela não consegue afundar. Existem diversos modelos e temas, que podem encorajar a criança a usá-lo. As empresas que fabricam esse tipo de bóia para piscina investem em estampas que trazem super-heróis ou bonecas.

Fique atento, no entanto, a alguns cuidados que você deve ter ao comprar essa bóia para piscina. O primeiro é verificar se a bóia não está apertando demais o braço da criança, o que pode dificultar a circulação do sangue.

O segundo cuidado é não confiar demais na bóia. Lembre-se sempre de que a bóia é um objeto de segurança, e não uma garantia de segurança.

Por isso, sempre que a criança estiver na água, fique por perto.

 

2. Espaguete para piscina (também conhecido como flutuador)

O espaguete não é necessariamente uma bóia para piscina, mas pode ser considerado como tal.

Ele ajuda adultos a flutuar, sem o constrangimento de usar uma bóia para criança.

Muitas pessoas gostam do espaguete porque ele pode ser usado como forma de exercício: ele é o maior parceiro das aulas de hidroginástica, que fazem um trabalho cardiovascular muito saudável.

Além disso, o espaguete também entra como forma de diversão. Tanto adultos quanto crianças se divertem com ele.

3. Bóia para piscina tradicional, estilo navio

O último formato de bóia para piscina é aquele que normalmente fica pendurado nas paredes, próximo ao local com água. Ele é igual ao usado nos navios, e você provavelmente já deve ter visto em algum filme.

Redondo, com um furo no meio, igual a uma rosquinha, geralmente essa bóia para piscina está presa a uma corda.

Assim, depois que você jogá-la, pode puxar a pessoa para a borda da piscina, ajudando-a a sair da água.

 

Com certeza esses objetos irão te ajudar. Mas lembre-se sempre: a bóia para piscina é um acessório de segurança, e não uma garantia de segurança.