Piscinas Biológicas

As origens das piscinas biológicas

O conceito original da piscina biológica foi desenvolvido na Áustria por um certo número de pessoas, que estavam muito conscientes dos benefícios, em caso de doença, dos banhos em águas naturais das termas. Em 1985 a ideia foi desenvolvida comercialmente por uma empresa austríaca.

Mais de 1000 piscinas foram construídas, na Áustria, na Alemanha e na Suíça por outros empreiteiros. Cada uma tem algo de único para oferecer, mas são todas variações de piscinas biológicas.

Construção de uma piscina biológica

A piscina requer algum espaço, pelo menos, 150 cm a 220 cm, com paredes verticais. Deve ser impermeabilizada por meio de uma cobertura de borracha com um forro.

O sector de natação terá que ser no mínimo de 25 metros quadrados para uma superfície mínima total de 50 metros quadrados. As paredes internas devem ser construídas a partir de materiais ecológicos, tanto quanto possível, como plástico reutilizado, pedra, e madeira estrutural.

As paredes são normalmente cobertas e devem terminar 10 centímetros abaixo da superfície da água para manter o efeito visual de uma piscina. No melhor dos casos, a cobertura deve ser colocada atrás da parede (mas em certos casos, deve passar por cima do muro) para se certificar de que está escondida e protegida.

A água chega pelo substrato na zona de regeneração e é drenada pela bomba. A água também é levada através do skimmer externo pela bomba, onde é novamente filtrada na parte inferior da zona de natação. A zona de regeneração deve ser do mesmo tamanho que a área da natação e ter uma profundidade mínima de 30 centímetros de agregação.

A qualidade da água das piscinas biológicas

A qualidade da água é de grande importância. A disposição da piscina com a sua zona natural de condições de regeneração dá poder à autolimpeza da água. O uso de produtos químicos resulta, somente, na destruição do equilíbrio biológico da água.

A água (não muito profunda) da zona de regeneração é aquecida mais rapidamente e circula para a área da natação, o que aumenta a sua temperatura muito mais rapidamente. Os métodos solares podem ser utilizados com cuidado. Não devem ser utilizados antes que as plantas para combater as algas, se desenvolvam.

Não há problemas de saúde numa piscina biológica

Muitos usuários declaram que é muito bom, usar água sem produtos químicos. O cloro utilizado nas piscinas convencionais é irritante para a pele e pode ser associado a erupções como eczema e a um certo número de doenças graves.

O cloro piora a asma, especialmente nas crianças que fazem uso frequente de piscinas com cloro. Água com cloro contém compostos químicos que são cancerígenos, resultantes da combinação do cloro com compostos orgânicos na água. Estes não são bem degradados e são armazenados nos tecidos gordurosos do corpo.

Como as pessoas estão a chegar aqui:

  • piscinas biologicas
  • piscina ecológica
  • piscina biologica
  • piscinas exteriores


Na Categoria Piscinas em Destaque

Com as Etiquetas , , , ,

Deixe o seu comentário


CommentLuv badge